Gadoo

10 curiosidades sobre a antiguidade que farão você agradecer por ter banheiro em casa

Ir ao banheiro hoje em dia é algo muito comum e principalmente privado.

O banheiro se tornou local de privacidade extrema, sendo compartilhado apenas com a pessoa amada e olhe lá. Mas você sabia que isso não era bem assim lá nos anos de 1800?

O banheiro como conhecemos hoje precisou passar por várias fases até se tornar o que se tornou.

E são exatamente essas fases que trazemos abaixo.

Veja como o banheiro que você conhece hoje mudou com o passar do tempo. E agradeça por ter essa privacidade toda! Confira:

1. O banheiro era de uso comum desde o Império Romano até a Idade Média, e homens e mulheres usavam para tomar banho e socializar. Alguns contavam com piscinas frias, mornas e quentes. Havia também lojas, academias e bibliotecas em torno deles. Existiam banheiros capazes de receber até 1.600 pessoas de uma só vez

2. Não ofereciam qualquer privacidade, ficando próximos a jardins e tendo ao mesmo tempo de 4 a 50 pessoas. Os Romanos viam a hora de necessidade como algo necessário, e não tinham a menor vergonha

3. As pessoas se alimentavam e conheciam gente nova nos banheiros. Eles também jogavam e cuidavam dos dentes nestes espaços. Um estudo que analisou objetos perdidos pelos ralos dos banheiros na época do Império Romano descobriu que as pessoas consumiam ali mexilhões e mariscos. Além disso comiam também carne de boi, cordeiro, cabra, porco, aves e cervos selvagens.

4. Eles compartilhavam esponjas de limpeza íntima, já que não existia o papel higiênico. As esponjas-do-mar eram amarradas a um cabo de madeira e depois de usadas era colocadas em um recipiente cheio de água salgada ou vinagre para que outras pessoas reutilizassem posteriormente

5. Eram para toda a família, e talvez por isso, pai e filhos saíam normalmente com roupa íntima pela rua


PUBLICIDADE

6. Ficavam ao ar livre, e de acordo com a historiadora Carole Rawcliffe, durante boa parte da Idade Média quem desejasse se aliviar precisava somente procurar uma escada, ponte ou outro local público. Posteriormente foram surgindo construções voltadas à higiene e latrinas públicas

7. As latrinas cheiravam muito mal, principalmente no verão. Haviam nos castelos alguns espaços especiais que tinham furos no chão, parecendo armários embutidos nas paredes externas. E ali eram lançados os resíduos, nos poços localizados nos andares de baixo.

8. Os dejetos precisavam ser retirados manualmente, e estes “homens noturnos” como eram chamados se encarregavam do trabalho sujo. O serviço era realizado a cada 24 horas. Até mesmo nas áreas pobres eles realizavam esse serviço naquela época.

9. Dejetos eram jogados na rua na Idade Média, e apenas a classe alta tinha como se livrar deles facilmente. Com isso as pessoas costumavam gritar: “lá vai água” para avisar aos transeuntes de que estavam prestes a lançar excrementos pela janela. A prática durou até o início do sistema de esgoto no século XIX.

10. Eram foco de infecções, ocasionando surtos de cólera, febre tifoide e outras doenças nas cidades europeias.

Fonte: Incrível

Sair da versão mobile