Gadoo - Notícias e Curiosidades

15+ Curiosidades sobre a vida na Áustria que nem os mais experientes turistas conhecem

Compartilhe:

A Áustria é um país na região central da Europa, que possui muita cultura e recebe milhares de turistas todos os anos.

Viena, sua capital, é muito famosa e popular, sendo uma cidade super visitada e amada por muitas pessoas do mundo inteiro. Quem a conheceu sente saudades.

Mas existem algumas curiosidades sobre o país que muita gente não conhece. Até mesmo os mais experientes turistas podem se surpreender sobre o que traremos à seguir.

Veja só:

  • O incinerador de resíduos conhecido como Spittelau é uma das marcas registradas da capital Viena. Os turistas ficam encantados com a aparência do edifício: as paredes são decoradas com mosaicos coloridos e as cúpulas douradas brilham intensamente ao sol. O famoso arquiteto e pintor Friedensreich Hundertwasser trabalhou no design do prédio. Ele era um ambientalista ávido e só aceitou assumir o projeto quando o convenceram de que uma nova fábrica no centro da cidade não prejudicaria o meio ambiente.
  • Mesmo sabendo alemão, provavelmente você não conseguirá entender os austríacos. Se pedir por Tüte no caixa do supermercado (que significa sacola, em alemão), muito provavelmente irão lhe olhar com cara de desdém, já que lá o mais correto dizer SackerlEmbora no país se aprenda alemão literário na escola, existem diversos dialetos por lá. Aliás, por causa deles, a população local consegue reconhecer de que cidade ou até mesmo distrito seu interlocutor é.
    Aqui está um relato de um usuário de um fórum sobre isso: “O alemão austríaco é uma dor de cabeça para os estrangeiros. Imagine que você está aprendendo alemão, que já é um idioma difícil, e quando finalmente encontra alguém para conversar, ouve uma língua completamente diferente. Em 9 regiões austríacas, cada uma tem seu próprio dialeto. Às vezes, nem eles mesmos se entendem”. © Afloat / Pikabu

  • Os austríacos não costumam usar a colcha. Ao chegar em um hotel local, a cama pode não estar coberta com a colcha, como é hábito em outros países. Ali geralmente se coloca o lençol dobrado em vez de forrar a cama por completo.
  • Os habitantes locais costumam ser diretos. Eles não costumam fazer rodeio para deixar claro que não estão felizes com alguma situação. Não se choque se, ao se comunicar com um deles, você ouvir comentários desagradáveis sobre sua aparência ou comportamento. Isso se explica pela preocupação pela honestidade, o que muitos podem confundir com grosseria.
  • Se você perguntar a um deles “Este vestido está feio em mim?”, prepare-se para ouvir a verdade. Eles vão dizer o que pensam diretamente. Para pessoas de outras culturas, os austríacos parecem muito duros, mas, no fundo estão apenas dizendo as coisas como são. © Mariana Bernasconi / Quora
  • É considerado rude não olhar nos olhos das pessoas enquanto brinda. Quando os austríacos estão brindando, olham profundamente nos olhos. E muitos acreditam que se a outra pessoa não fizer isso, pode trazer má sorte, além de ser falta de educação.


PUBLICIDADE

  • É improvável que você encontre um austríaco que não saiba esquiar. Eles costumam aprender isso logo na infância indo com os pais às estações de esqui. Já quando as crianças estão em idade escolar, as aulas do esporte são prioridade. Não é a toa que os esquiadores locais costumam ganhar muitas medalhas nos campeonatos mundiais. “Esquiar não é barato, por isso muitos austríacos fazem isso apenas uma ou duas vezes por ano. No entanto, somos bons no esqui e o valorizamos mais do que o futebol”. © Jakob-Manuel Krobath / Quora
  • Os austríacos se cumprimentam de uma maneira especial se comparado em relação ao resto da Europa. É comum abraçar uma pessoa ao cumprimentá-la, da mesma forma que dar dois beijinhos no rosto. E não importa o grau de proximidade. Pode ser com amigos antigos ou pessoas recém-conhecidas.
  • Se os austríacos tiverem que compartilhar a cama com mais de uma pessoa, é bem provável que cada um receber um cobertor separadoIsso está relacionado à privacidade e garante que ninguém fique com frio à noite.

  • Os turistas podem ficar confusos com os botões dos elevadores. Para quem está acostumado a apenas ver números no painel, é estranho encontrar letras também. Geralmente elas indicam a cobertura, o térreo e o estacionamento. Mas aqui no Brasil isso é muito comum.
  • Os ingressos para a famosa Ópera Estatal de Viena não são acessíveis para todos, mas existem soluções alternativas. No dia da apresentação, algumas horas antes do início, quem desejar pode adquirir entradas para acompanhar o espetáculo em pé. E não são mais caras que uma xícara de café, além de, claro, ser uma experiência única. Fora o concerto em si, os visitantes também podem desfrutar de um tour de visitação para conhecer o teatro. “Havia uma fila enorme para comprar os ingressos em pé, como esperado. Mas tivemos sorte porque o balcão fechou logo após comprarmos os últimos ingressos. Ficamos pasmos assim que entramos na Ópera Estatal. Foi bonito. Quer dizer, muito bonito”. © Rohan Jain / Quora
  • Existe uma pequena superfície dentro do vasos sanitários austríacos. Antes das fezes irem para o sistema de esgoto, elas ficam retidas nesse local. Dessa forma, as pessoas podem verificar como está a própria saúde intestinal ou colher amostras para levar parafazer exames laboratoriais.

  • Os austríacos têm pressa quando estão no caixa do supermercado. Eles tentam colocar suas mercadorias nas sacolas o mais rápido possível, porque isso acelera o atendimento e ajuda as pessoas que possam estar atrasadas.
  • O país tem um imposto sobre cachorros. Não importa tamanho ou raça, todos têm de pagar o mesmo valor. No entanto, cada cidade define a taxa de imposto de forma independente, mas, em média, os proprietários pagam 72 euros pelo primeiro pet e 105 euros por cada um subsequente. Quem não quitar o imposto pode ser multado em uma quantia muito mais alta.
  • Em Viena, é comum ver hortas comunitárias. Andando pelas ruas, é fácil tropeçar em vasos de madeira com terra. Neles, cultivam-se flores, vegetais ou ervas para consumo próprio. É uma área compartilhada, e o pessoal da vizinhança trabalha junto e ativamente. Existe inclusive uma associação que coordena tudo e a prefeitura local também apoia financeiramente o desenvolvimento dessas hortas.

  • Os austríacos podem entrar na faculdade com qualquer idade. Pelo fato de os estudos nas universidades serem gratuitos, todos podem frequentá-las a qualquer tempo. Seu colega de classe pode muito bem ser um senhorzinho que decidiu atualizar seus conhecimentos ou adquirir novos.
  • Em alguns países, olhar um estranho por muito tempo é considerado bem esquisito, mas na Áustria é diferente. Os moradores locais podem encarar você com um indisfarçável interesse, seja no transporte público ou na rua. Isso não é algo esquisito para eles, pelo contrário, é assim que podem expressar admiração. “Você não viveu tempo suficiente em Viena se ainda se sente culpado por ficar encarando as pessoas no metrô. © toffmon / Reddit

Fonte: Incrível

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo