Gadoo - Notícias e Curiosidades

8 animais que vivem no deserto do Saara e que você provavelmente não conhece

Compartilhe:

Quando falamos em deserto do Saara nossa mente geralmente pensa apenas em um local vazio, quente, sem vida, não é verdade? Mas esse local pode ser muito mais surpreendente do que parece.

Isso porque muitos animais vivem na região, e muitos deles (ou todos eles) você provavelmente nunca ouviu falar.

São espécies exóticas para várias pessoas, mas que possuem curiosidades que você conhecerá a partir de agora.

Então confira a lista à seguir trazendo 8 espécies de animais que vivem no deserto do Saara:

2. Adax

Adax, espécie que vive no deserto do Saara

O Adax é um parente dos nossos bois, mas possui adaptações para levar a vida no deserto. Ele tem patas grandes e largas, se tornando mais fácil a caminhada pela areia. Ele se locomove lentamente e por isso é alvo de predadores (principalmente seres humanos). Por isso tem perigo de extinção.

2. Dromedários

Dromedário, espécie que vive no deserto do Saara

O dromedário possui uma corcova enquanto os camelos possuem duas, mas ambas as espécies estão presentes no deserto do Saara. As corcovas não armazenam água, são na verdade depósitos de gordura para épocas difíceis. Esses animais, apesar de não possuir tais reservas, conseguem ingerir 10 litros de água de uma só vez.

3. Gazela-dorcas

Gazela-dorcas, animais que vivem no deserto do Saara

Essa é uma espécie que mede 65 centrímetros de altura e pesa somente 23 quilos. Elas são ágeis, conseguindo dar pulos rápidos para desmotivar predadores de tentarem ataca-las. Mas quando a tática não funciona elas utilizam-se da agilidade para tentar escapar.


PUBLICIDADE

4. Escaravelho

Escaravelho, uma espécie que vive no deserto do Saara

O escaravelho gostam de excrementos, como fezes e cocô. Eles fazem bolinhas com excrementos de outros animais e carregam tais fezes para todos os locais, simplesmente como parte do processo de alimentação. Até os ovos eles colocam em bolas de cocô.

5. Víbora-chifruda (Cerastes cerastes)

Víbora-chifruda (Cerastes cerastes)

Estas são cobras assustadoras pelo ornamento que possuem, se assimilando a chifres. Elas alcançam 50 centímetros de comprimento e vivem enterradas na areia para tentar reduzir o calor. O veneno dessas víboras é muito perigoso, causando necrose e destruindo os glóbulos vermelhos do sangue. Biólogos acreditam que seus chifres ajudem na camuflagem da espécie.

6. Lagarto-monitor

Lagarto-monitor, espécie que vive no deserto do Saara

O lagarto-monitor vive também no deserto do Saara, e é pertencente da família do Dragão-de-homodo. Ele tem sangue frio e sofre influência direta da temperatura externa. Assim, durante o dia são muito ativos, mas à noite ficam mais quietos e não conseguem se defender caso sejam atacados. Eles se alimentam de ratos ou pequenos mamíferos, matando as presas com seu veneno potente.

7. Mabeco

Mabeco, espécie que vive no deserto do Saara

Essa espécie de cão do deserto tem um método de caça ligado à determinação. Após identificar a presa, eles tentam o ataque mas caso não consigam abatê-la na primeira investida, perseguem o animal por longas distâncias até que ele se canse e se torne presa fácil. Dessa forma conseguem abater animais até mais rápidos que eles.

8. Feneco

Feneco são espécies de raposa que vivem no deserto do Saara

Essas raposas são muito pequenas, com 20 centímetros de altura. Elas pensam em média um quilo na vida adulta. Seus rins são adaptados para a vida no deserto, minimizando a quantidade de água necessária para sobrevivência. O feneco tem faro e audição muito apurados, detectando presas embaixo da terra somente pelo som. Eles sobem em árvores para caçar pássaros pequenos ou ovos nos ninhos.

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo