Gadoo

Esse é o 1º paciente do mundo a receber transplante duplo de braços e ombros

Um homem se tornou o primeiro paciente do mundo a receber transplante duplo de braços e ombros.

A história incrível é de Feliz Gretarsson, que sofreu um acidente elétrico terrível e teve os braços e ombros amputados.

Após o acidente ele mergulhou em profunda depressão, pensando que sua vida tinha acabado. Mas um telefonema posterior mudou todos os rumos.

O começo foi muito difícil e mostrou a Felix a importância de ser responsável

Felix é um ex-eletricista islandês que em 1998, aos 25 anos, perdeu os dois braços e ombros após um acidente com fios de alta tensão.

Ele era casado e tinha duas filhas na época, uma de três meses e outra de quatro anos. Logo depois ele se viu sem família e sem vontade de viver. “Eu não conseguia mais segurar minhas filhinhas. Não conseguia me alimentar e nem cuidar da minha higiene pessoal”.

Sua esposa afirma que, para ele, nada é impossível

A ajuda que Felix recebeu de amigos e familiares foi fundamental, Ele precisava de tratamento como transplante de fígado, mas não mostrava força para lutar pela vida. Demorou para perceber que ele estava incapaz de aceitar a tragédia pela qual tinha passado, e só depois disso que as coisas mudaram.

Em 2001 ele fez o transplante que precisava, mas o resultado não foi como esperado e precisou de um segundo transplante no final do mesmo ano. Mas somente em 2015, após conhecer Sylwia, sua esposa, ele conseguiu superar tudo.

E foi então que o duplo transplante de braços aconteceu

Falando sobre os novos braços, Felix disse ao site Incrível: “A primeira impressão foi um pouco estranha. A dor que eu sentia era como se tivesse dois caminhões estacionados em cada ombro, e isso tomou conta de todos os meus sentidos. Após um tempo, me adaptei e percebi que os braços também se adaptavam cada vez melhor ao meu corpo. Agora, até mesmo a cor deles é a mesma do resto do meu corpo e até pelo começou a crescer”.

Com paciência e trabalho duro, seu sonho se tornou realidade


PUBLICIDADE

De acordo com Felix, suas mãos ainda permanecem imóveis, mas os ombros, cotovelos e o pulso direito estão totalmente funcionais. Hoje ele faz sua recuperação dia após dia tentando retomar a vida.

Um lar é o resultado de força, apoio e dedicação mútua

Felix relatou que desde 2013 começou a procurar um doador francês de braço e de ombro, Sua mãe o acompanhou nessa longa jornada, lhe dando todo apoio que necessitava.

A força é o resultado de uma luta contínua

“Nunca desista dos seus sonhos. Dizer que uma coisa é impossível significa apenas dizer que ela nunca foi feita”. Felix organiza workshops sobre comunicação e saúde emocional e faz palestras motivacionais em que compartilha com as pessoas a sua história.

Depois de 23 anos, por fim ele pode abraçar as filhas e os netos

Felix tem duas filhas que aprenderam a importância de viver e hoje ele pode abraça-las como sempre quis. “Finalmente consegui abraçar minhas filhas e os netos que elas me deram”.

Se você quiser acompanhar o progresso de Felix, não deixe de ver suas contas no Instagram e no Facebook.

Sair da versão mobile