Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mulher que nunca atingiu o ápice do prazer íntimo passa três anos tentando, mas sem sucesso

Compartilhe:

Uma estudante de 20 anos de idade que nunca chegou ao ápice do prazer íntimo falou abertamente sobre o assunto e revelou que o momento ainda não aconteceu, mesmo tentando por três anos.

Megan Ward, aluna da Universidade de Birmingham, Inglaterra, contou ter usado uma variedade de brinquedos diariamente desde o início do ano de 2013, na tentativa de chegar à sensação, mas nada a ajudou a ter sucesso.

Além disso, a jovem também participou de inúmeras sessões de terapia, que também não a ajudaram a atingir seu objetivo. Ela sofre de uma condição chamada anorgasmia – dificuldade de chegar ao auge da sensação de prazer.

Mulher que nunca atingiu o ápice do prazer íntimo passa três anos tentando, mas sem sucesso

Megan Ward, estudante de 20 anos da Universidade de Birmingham, Inglaterra, falou abertamente sobre nunca ter atingido o ápice do prazer. Foto: SWINS

Uma em cada 5 britânicas tem o mesmo que Megan, mas a maioria não fala abertamente sobre isso, ao contrário do que a jovem fez ao escrever para o jornal estudantil “The Tab”. Ela divulgou sua doença pela primeira vez no fim do ano de 2014.


PUBLICIDADE

Foto: SWINS

Foto: SWINS

Apesar de ter tentado diversas formas de chegar ao grande momento, mesmo depois de usar conselhos que recebeu, nada funcionou.

Megan contou que ficou preocupada com o que as pessoas pensariam de ela ter escrito abertamente sobre o tema, com medo que o assunto fosse taxado como algo estranho ou um pouco patético.

No entanto ela recebeu mensagens de apoio de estranhos e também de amigos, mas alguns desconhecidos a perseguiram no Facebook. Até os pais da moça ficaram felizes com sua atitude, apesar de ter exposto sua intimidade.

A jovem, que já havia escrito artigos em prol dos direitos LGBT’s, contou, ainda, que resolveu falar sobre o tema – tão pouco tangido em sociedade – porque entendeu que seria importante a contribuir para normalizar a questão dos problemas sexuais e também para ajudar outras pessoas.

Junto da afirmação, ela também salientou que sua motivação para escrever foi que o ápice do prazer masculino parece sempre ser prioridade sobre o feminino. De acordo com Megan, muitas mulheres fingem ter chegado ao momento, mas elas não devem sentir vergonha disso.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo